• HAJA

Marcenaria: um projeto rumo à autonomia



A HAJA trabalha com a construção de um conceito chave nas comunidades: a autonomia. A autonomia é um elemento fundamental da dignidade humana. Ela é o alicerce que determina a liberdade de uma pessoa, permitindo-a fazer suas próprias escolhas, de modo a gerir a sua vida conforme seu livre arbítrio. Sendo essencial garantir a autonomia econômica através da profissionalização e geração de renda combatendo o desemprego, o subemprego e até o trabalho escravo.


A longa trajetória de experiências com projetos sociais de nossos fundadores, Nádia e Pedro, mostra que sem o desenvolvimento da autonomia, as instituições do terceiro setor (como as ONGs) não cumprem sua função por completo.


Por isso, através da construção de uma relação aprofundada com a comunidade de Quatro Rodas – Jardim Gramacho/ RJ, a HAJA buscou ajudar na criação de novas possibilidades de geração de renda e profissionalização a partir da realidade e necessidade da localidade.


Despretensiosamente, em uma das atividades propostas nessa relação, começou-se a fazer corações com madeira/material reciclável. O projeto foi se ampliando com encomendas de corações para eventos como casamentos e depois foram feitos formatos de pinheiros para a época de Natal de tal modo que novas possibilidades foram surgindo.


Assim, nasce a idealização do projeto da Marcenaria na comunidade, o qual chega na etapa final de conclusão da criação da sua oficina, com estrutura e ferramental para o desenvolvimento de novos produtos e especialmente para a profissionalização dos jovens, , um público muitas vezes negligenciado por instituições sociais. O objetivo e o desejo da HAJA com a marcenaria é contribuir com uma economia justa e inclusiva e dar acesso ao trabalho formal para os moradores da comunidade.



Vinícius de 23 anos é um dos participante do projeto e seu relato nos mostra que alguns frutos já estão sendo colhidos:


"Depois que eu entrei pra marcenaria passei a ter muito conhecimento nessa área. Por causa da marcenaria eu consegui fazer um curso de auxiliar de marceneiro na escola Renovart, depois que eu completei o curso fui contratado pra ser estagiário e agora eles querem que eu fique permanente. Antes eu não tinha trabalho formal, prestava serviço de bico, hoje eu trabalho como microempreendedor. Todo dia eu aprendo algo novo. Depois da marcenaria eu passei a sonhar mais, eu era muito cabeça quente e hoje sou mais tranquilo, mais focado e dedicado no trabalho. Tô sempre me empenhando e querendo aprender mais"(Vinícius).

Também, podemos ver as transformações sentidas por Nil de 23 anos:


"O projeto trouxe muitas mudanças pra cá. Antes era cheio de lixo, abandonado, era uma bagunça generalizada, lixo pra lá, lixo pra cá. Depois com a vinda da Nádia e do Pedro mudou pra melhor, onde era lixo virou um jardim, foi uma mudança radical. Ajudou muitas pessoas a ficarem longe de coisas erradas, a trabalhar e ganhar um dinheiro honesto. Eles sempre acreditaram em nós e nos mostraram que é possível"(Nil).

É emocionante participar de histórias como a do Vinícius e do Nil, isso só foi possível com a ajuda de parcerias importantes e com sua contribuição. E não para por aí, estamos na construção do Espaço Empreendedor com loja e salão de beleza, também com o Projeto de Vida ajudando na educação de jovens e adolescentes para construção de um plano de vida. Todos esses projetos visam garantir a liberdade e autonomia para uma real construção de justiça social sustentável por muitas gerações. São projetos desafiadores e que demandam muitos recursos por isso contamos com a sua participação para vermos ainda mais transformações.

25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo